quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Em resposta às críticas de Kelps, Tião diz que só deve satisfação ao povo


Em nota divulgada por sua assessoria de imprensa, o candidato a vice-governador na chapa de Robinson Faria (PSD), Tião Couto (PR), respondeu às críticas do Presidente Estadual do Solidariedade, Kelps Lima.

Na nota Tião cita os motivos pelos quais não se filiou ao partido de Kelps e disse que não deve satisfação ao deputado sobre suas escolhas políticas, somente ao povo.

Sobre sua sua decisão de aceitar o convite para compor a chapa como vice de Robinson Faria, Tião afirmou que todas os esclarecimentos serão dados no momento certo através dos espaços democráticos.

Leia a nota na Íntegra

Faço um esclarecimento ao povo do Rio Grande do Norte, especialmente ao povo de Mossoró, em razão das artimanhas eleitorais revestidas de declarações públicas do presidente estadual do Partido Solidariedade, Kelps Lima.

Ele sabe muito bem os motivos pelos quais não aceitei me filiar ao Solidariedade, justamente porque constatei a existência de um partido comandado por um projeto pessoal, manipulado com o propósito único de dar poder a uma só pessoa.

O Solidariedade não me convidou para ser um filiado com liberdade de tomar decisões, de construir um projeto, mas quis me impor vetos sobre minha pré-candidatura a deputado federal. Ou seja, eu servia para o Solidariedade, desde que eu seguisse sem pestanejar os ditames das decisões do seu supremo chefe.

Acima das palavras de Kelps e dos seus vídeos nas redes sociais, sobrepõe-se seu currículo, aliado que sempre foi das mesmas estruturas que hoje, oportunamente do ponto de vista eleitoral, diz combater.

Quanto a minha decisão de aceitar o convite para disputar o cargo de vice-governador na chapa de Robinson Faria, no momento certo, através dos espaços democráticos do debate político/eleitoral, darei todas as informações que me fizeram aceitar o convite, com respaldo integral no meu partido, o PR. Caberá, ao final, o julgamento do povo.

A Kelps não devo satisfação, mas faço esse esclarecimento à população potiguar, para que não prevaleça o oportunismo eleitoral em cima da verdade dos fatos.

Muito obrigado a todos.

Entenda o caso

O presidente estadual do Solidariedade (SD), deputado Kelps Lima, mostrou todo o seu desapontamento com o empresário Tião Couto (PR) em um vídeo publicado em suas redes sociais no final de semana. Gravado no estilo selfie em frente à Catedral de Santa Luzia, fez questão de dizer que estava em Mossoró, atacou o empresário após ser anunciado como vice na chapa do governador Robinson Faria, candidato à reeleição.

"O empresário Tião da Prest sucumbiu ao projeto de poder dos grupos tradicionais da política do Rio Grande do Norte e aceitou ser pré-candidato a vice-governador na reeleição do Governador Robinson Faria, apesar da rejeição de quase 80%", afirmou.

Kelps disse ter confiado na proposta de um projeto longe dos grupos tradicionais e que teria sido pego de surpresa. "Ele alimentava a esperança do povo mossoroense de ter um grupo indepedente", disse, acrescentando que Tião teria sido convidado a se integrar ao Solidariedade três vezes: setembro do ano passado para se filiar ao partido, em março para ser o candidato a governador, e na última sexta-feira,  numa "nova tentativa de fazer aderir a este projeto independente".

O deputado não entende porque Tião se uniu a Robinson, a quem criticava e dizia que o "governo era um desasttre". "Para a nossa surpresa, após Benes Leocádio recusar ser o vice de Robinson, ele topou aceitar". Este crítica também serviu de preâmbulo para que ele apresentasse o pré-candidato a deputado federal Lawrence Amorim, filiado ao Solidariedade.

Mossoró Hoje



Nenhum comentário:

Postar um comentário