quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Fábio Faria e representantes do Banco Mundial e Governo Federal se reúnem para tratar do Projeto Governo Cidadão


O deputado federal Fábio Faria (PSD) esteve reunido na quarta-feira (08), com representantes do Banco Mundial e Governo Federal para tratar sobre investimentos do programa Governo Cidadão do RN.

São vários projetos apresentados pelo Governo, que foram aprovados pelo Banco para execução, no valor de mais de R$ 800 milhões. Entre os projetos está o que vai levar água para mais de 20 mil pessoas na região do semiárido, em várias partes do Estado. São R$ 30 milhões para essa ação.

“O Governo Cidadão está investindo também na construção do Hospital da Mulher, em Mossoró e nas reformas de sete hospitais regionais; comprou 23 novos veículos para a Polícia Militar; está reformando as escolas que estavam sucateadas; investindo na implantação de 22 centrais do cidadão, além de recuperação de estradas”, apontou Fábio Faria.


Outras ações do projeto Governo Cidadão também foram expostas durante a reunião, como: a construção do laboratório de citopatologia, em Natal; recuperação de 21 maternidades; saneamento em São Miguel do Gostoso e Cerro Corá; Reforma do Teatro Alberto Maranhão que vai começar; recuperação da Fortaleza dos Reis Magos e Biblioteca Câmara Cascudo; Museu Café Filho; recuperação e construção de estradas, como Estrada da Castanha em Serra do Mel e Carnaubais, estrada do Melão em Baraúnas, estrada de Tabatinga, Jucurutu- Caicó que começar agora, de Lagoa Nova a Cerro Corá que também está para começar.

A Reunião ocorreu na Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento,  Órgão do Governo Federal, em Brasília, que acompanha os investimentos internacionais nos estados e municípios. Também participou do encontro, o secretário de Trabalho e Assistência Social do RN, Wagner Araújo.

“Viemos mostrar os avanços nas execuções do projeto e aproveitamos para convidar os dirigentes para virem ao RN visitarem e acompanharem as obras entre 10 a 14 de setembro, quando o Estado deve receber uma missão do Banco Mundial”, completou Wagner.

Política em Foco


Nenhum comentário:

Postar um comentário