sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Indignados, músicos que tocaram no Carnaval de Natal vão para 9° mês de calote da prefeitura


Chamará ‘Calote’ o fruto da relação entre a Prefeitura do Natal e mais de 100 músicos que aguardam o pagamento de seu cachê pelas apresentações ainda da Folia de Momo.

Amor de carnaval, a relação entre as partes se consumou plenamente.

Como feita no calor da folia, ninguém usou preservativo. A falta de precaução, é bem verdade, teve motivo na sedução, pois a parte emprenhada confiou primeiro em Carlos Eduardo e, agora, em Álvaro Dias.


Calote, como toda criança que nasce de parto normal, completará o ciclo de gestação. Nascerá aos nove meses, em outubro, data estipulada pela prefeitura para quitar os pagamentos.

A mãe, os músicos,.espera que seja uma criança natimorta, que tão logo venha ao mundo morra com o pagamento da dívida.

A gravidez está insuportável. Ainda mais quando a mãe olha para trás e vê que os outros camarotes dr carnaval, as atrações que vieram de fora, se relacionaram com a prefeitura com preservativo, tendo recebido o cachê antes de tocar.

Blog do BG


Nenhum comentário:

Postar um comentário