terça-feira, 7 de agosto de 2018

Protagonismo juvenil e capacidade de análise do cenário mundial são estimulados em projeto educacional do CEI e Unesco

O CEI Romualdo, em parceria com a Unesco, realiza a 2ª edição do SimCei, projeto de simulação internacional que objetiva desenvolver nos alunos do Ensino Médio maior consciência política e responsabilidade social por meio do protagonismo juvenil, além de prepará-los para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O evento aconteceu nos dias 04 e 05 de agosto.

Durante todo o fim de semana vão acontecer cinco sessões oficiais, a partir das 8h até às 18h, em que os alunos simularão cargos de alta responsabilidade político social em três comitês: Organização dos Estados Americanos, União Africana e Organização Internacional do Trabalho.


Conversamos com a Orientadora Educacional do Ensino Médio da escola, Fabiana Reis, sobre o evento.

O que é o projeto na prática e quem pode participar? 

A SimCei é um projeto baseado na parceria com a UNESCO, que consiste em simular encontros, conferências e reuniões oficiais para discussões e deliberações acerca das principais problemáticas sociais do Brasil e do mundo. A simulação visa estimular o protagonismo juvenil, a capacidade de assumir posicionamentos, assim como objetiva torná-los capazes de intervir positivamente nas problemáticas do mundo. Podem participar alunos e ex-alunos do CEI.

Quais são as atividades desenvolvidas durante o SimCei?

No decorrer da simulação, os participantes assumem a representação de cargos de alta responsabilidade político social, em delegações que compõem os comitês da Organização das Nações Unidas. São três dias de imersão em debates acerca da agenda mundial, sobre assuntos que envolvem segurança, economia, meio-ambiente, saúde, dentre outros que abordem os Direitos Humanos.

Como essas simulações podem ajudar os alunos no Enem, por exemplo? 

Na aproximação e sistematização dos objetos do conhecimento que compõem a matriz do ENEM. Através das discussões, as habilidades são mobilizadas e os alunos elaboram argumentações e propostas de intervenção.

Qual o papel da Unesco nesse processo?

O CEI é uma escola parceira da UNESCO e, considerando esse aspecto, implica seus alunos de forma crítica e reflexiva nas discussões vinculadas ao desenvolvimento social e econômico dos países.

Blog da Juliska


Nenhum comentário:

Postar um comentário