domingo, 23 de setembro de 2018

Deputado José Dias diz que jornal de sua família só publica manchetes “destruindo” o Rio Grande do Norte


O deputado José Dias, candidato à reeleição (PSDB), tem aproveitado seus pronunciamentos na Assembleia Legislativa para lembrar e relembrar muita coisa.

E analisar como vem se desdobrando o processo político no Rio Grande do Norte.

Foi assim no pronunciamento que fez para comentar a manchete da Tribuna do Norte na edição de 20 de setembro: “Orçamento: folha cresce R$ 2,8 bi e investimento cai 35% em 2019”, dizia a manchete do jornal de sua família, ao qual ele fez críticas antes de entrar no tema anunciado.


“Todas as manchetes são destruindo o nosso estado, e muitas vezes são citadas pesquisas feitas três, quatro anos atrás, como se fossem atuais, sem que seja feita nenhuma referência aos esforços feitos desde então. O que importa é a manchete”, concluiu Zé Dias.

Sobre a manchete do dia 20, concluiu que era verdadeira e era sobre o tema que ele queria comentar.

“O problema é que o Estado está falido, a folha deve crescer 2 bilhões e 800, e não dá pra pagar, Como é possível pagar essa folha?”, questionou o deputado-candidato, lembrando o que motivou o crescimento da folha,

E citou a contratação de mais funcionários, inclusive para a Polícia Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Itep, através de concursos que ele considera necessários e defende.

Para o deputado, o eleitor não pode ser irresponsável. “É preciso saber escolher quem vai enfrentar essa situação, essa quase tragédia. Mais na frente tem muito a se fazer, mas logo agora, antes, tem a votação. Se você escolhe o candidato bom, você está trabalhando por você, mas se escolhe o ruim é você mesmo quem vai pagar todas as mazelas”, discursou Zé Dias.

Zé Dias, que apoia a reeleição do governador Robinson Faria (PSD), alfinetou a candidata Fátima Bezerra.

“Em relação aos IFs ela parece querer dizer que fez tudo, quando esse é um programa nacional do Governo Federal, inclusive com estados menores do que o nosso recebendo um maior números desses Institutos”, concluiu o deputado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário