sábado, 15 de setembro de 2018

Má gestão de Carlos Eduardo Alves contribui para lotação dos hospitais, segundo editorial do programa de Robinson


Robinson explica origem de imagens usadas no programa de Carlos Eduardo

O governador e candidato à reeleição Robinson Faria (PSD), usou o seu programa eleitoral para elucidar o que, segundo ele, são distorções apresentadas no horário eleitoral por adversários. Dessa vez, o motivo foram as imagens de hospitais com corredores lotados, exibidas na última propaganda gratuita do ex-prefeito, Carlos Eduardo Alves (PDT).

Em forma de editorial, o programa de Robinson mostra a verdade e explica que origem da superlotação dos hospitais Walfredo Gurgel e Deoclécio Marques passa pela má administração da Prefeitura de Natal. De acordo com o editorial, como a Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte (Coopmed-RN) suspendeu atendimento à Prefeitura devido à falta de pagamento,  a população teve de recorrer e superlotar hospitais estaduais. Isso teria dado origem ao cenário mostrado no programa eleitoral da coligação encabeçada pelo ex-prefeito.

“Carlos Eduardo Alves deveria explicar por que a Prefeitura, comandada por um aliado seu, atrasou o pagamento dos médicos e causou superlotação na rede estadual. A população exige uma resposta, Carlos Alves”, diz o editorial.

O caso se refere ao atraso, desde fevereiro deste ano, no pagamento do contrato com a cooperativa, cujos profissionais médicos prestam atendimento na rede municipal. Os médicos chegaram a paralisar as atividades para cobrar da prefeitura cerca de R$ 8 milhões em débitos. Quando a verdade aparece, fica fácil entender.



Nenhum comentário:

Postar um comentário