BANNER 1


Três dias depois de vir à tona o vídeo que traz a polêmica declaração de que com um soldado e um cabo seria possível fechar o Supremo Tribunal Federal ( STF ), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ ), fez outras críticas à Corte, durante audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados, sobre o voto impresso.  O vídeo com as novas críticas foi feito em 12 julho deste ano.


Nas imagens, Eduardo Bolsonaro fez referência à proposta de aumentar o número de ministros do Supremo — que, à época, era defendida por seu pai  — e declarou que, caso o próximo presidente venha a tomar medidas consideradas inconstitucionais pelo STF, "a gente não vai se dobrar".

— Eu acredito que caso o próximo presidente venha a tomar medidas e aprovar projetos que sejam contrários ao gosto desse Supremo, eles vão declarar inconstitucional. E, aqui, a gente não vai se dobrar a eles não. Eu quero ver alguém reclamar quando estiver no momento de ruptura mais doloroso do que colocar dez ministros a mais na suprema corte. Se este momento chegar, quero ver quem vai para rua fazer manifestação pelo STF, quem vai pra rua dizer "ministro X, volte, estamos com saudades” — disse Eduardo Bolsonaro.

Veja Vídeo



Com informações da Agência O Globo e Portal Mossoró Hoje





Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem