terça-feira, 9 de outubro de 2018

Fátima Bezerra e Carlos Eduardo discutem alianças para o segundo turno


Passada emoção do primeiro turno das eleições, os dois candidatos postulantes ao Governo do Estado, Fátima Bezerra (PT) e Carlos Eduardo (PDT), iniciaram a corrida por novos apoios e reforço das alianças partidárias.

A senadora Fátima Bezerra ainda não se pronunciou oficialmente sobre o que será feito para o segundo turno. Logo após a conclusão dos resultados da eleição do último domingo, 7, ela disse que o PT vai partir em busca dos partidos derrotados. “Vamos em busca dos eleitores dos demais candidatos que participaram das eleições”, disse. A candidata petista terminou o primeiro turno na liderança dos votos válidos. Ela obteve 748.150 dos votos, o que significa 46,17% do eleitorado.


O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, que ficou em segundo lugar nas urnas, com 525.933 votos, está em Brasília. Ele viajou na segunda-feira, 8, para uma reunião com a executiva nacional do PDT. O encontro vai definir as estratégias da legenda para o segundo turno.

A tendência é de que o encontro permita que as executivas estaduais fiquem liberadas para formar alianças locais, mesmo que difiram do posicionamento na disputa à Presidência da República. Além do Rio Grande do Norte, os pedetistas estão no segundo turno nos estados do Amapá, Amazonas e Mato Grosso do Sul.

Derrotados ainda não definiram apoios 

O atual governador Robinson Faria (PSD), candidato à reeleição, ainda não definiu o apoio para o segundo. Ele obteve 11,85% dos votos.

O Solidariedade (SD), do candidato Brenno Queiroga, que atingiu 6,56% dos votos, vai definir nesta terça-feira, 8, qual o caminho seguir para o segundo turno. A mesma situação será do partido Rede, do candidato Freitas Júnior, cuja legenda definirá nesta terça o apoio político.

O PSTU, do candidato Dário Barbosa, deverá marcar uma reunião da executiva estadual esta semana para definir a posição para o segundo turno.

Agora RN







Nenhum comentário:

Postar um comentário