sábado, 10 de novembro de 2018

Executiva apresenta nova campanha educativa ao MP: “A pressa passa, as consequências ficam”


“Os números com acidentes no trânsito estão reduzindo constantemente e um fator decisivo são as campanhas educativas”. A constatação foi da promotora de justiça, Danielle Veras, em reunião realizada na última quinta-feira (8), ao participar da apresentação ao Ministério Público da nova campanha do Governo do Estado, por meio do Detran-RN (Departamento de Trânsito do RN), com conceito “A pressa passa, as consequências ficam”. A reunião aconteceu na Executiva, agência de publicidade que desenvolve as campanhas para o Detran/Governo do Estado. Estavam presentes na reunião, além do publicitário Odemar Neto e da promotora Danielle Veras, o procurador do Ministério Público, Oscar Hugo Ranso, e Thiago Nunes, servidor do órgão.



“A campanha é muito feliz, porque, além de impactante, ela realmente consegue transmitir ao espectador como é grave a desobediência às regras do trânsito, as consequências advindas de descumprimento. Ela faz com que o público pense, reflita e perceba que não vale a pena a pressa, que ela pode ter um alto custo a sua vida, a sua dignidade relacionada a sua saúde”, comentou a promotora de justiça Danielle Veras.

O promotor de Justiça e coordenador jurídico do MPRN, Oscar Hugo de Souza Ramos, reforçou a importância. “Os resultados obtidos com as últimas campanhas desenvolvidas pelo Detran-RN comprovam a importância de se manter uma divulgação permanente com caráter educativo. Com essa nova campanha focada na prevenção aos acidentes de trânsito envolvendo motociclistas, acreditamos que os números de vítimas podem reduzir ainda mais, salvando vidas e conscientizando a população”, explicou.

As atenções estão voltadas aos motociclistas, público que integra um alto índice de acidentes de trânsito. Em recente estudo revelado pelo Hospital Walfredo Gurgel, maior centro de atendimento à traumas do Estado, houve um comparativo entre os anos de 2016 e 2017, e o número de pessoas acidentadas com motos reduziu de 8.729 para 8.010, indicando uma redução de 719 ocorrências, uma economia a saúde pública do Estado.

O diretor da Executiva Propaganda, publicitário Odemar Neto, explica como chegou ao conceito da campanha. “Nos baseamos em cinco argumentos para a construção do conceito da nova campanha do Detran/RN.

O conceito “A pressa passa, as consequências ficam” foi criado a partir de um dito popular, forte impacto, fácil absorção, sintetiza o efeito causa e consequência de forma criativa e didática, além de abranger para o público alvo que pilota todos os tipos de motos, seja 50cc até acima de 500cc.


Nenhum comentário:

Postar um comentário