sábado, 24 de novembro de 2018

Fátima Bezerra anuncia nomes para a Segurança Pública no próximo governo do RN


A governadora eleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), divulgou os nomes dos secretários de Segurança e da Administração Penitenciária na gestão que vai começar em janeiro do próximo ano. A cúpula da Segurança Pública também teve, definidos na sexta-feira (23), o comandante da Polícia Militar e a delegada-geral da Polícia Civil.

O coronel da reserva Francisco Canindé de Araújo Silva, ex-comandante-geral da PM, vai assumir o cargo de secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social. Luís Mauro Albuquerque Araújo, que chefia a Secretaria de Justiça e Cidadania desde 2017, após o massacre de Alcaçuz, vai permanecer na gestão estadual, mas na pasta de Administração Penitenciária, que será criada.

Já o comando-geral da PM ficará a cargo do coronel Alarico José Pessoa Azevedo Júnior e a delegada Ana Cláudia Saraiva Gomes vai chefiar a Polícia Civil a partir de janeiro.

Fátima afirmou, por meio de nota enviada à imprensa, que os critérios de escolha dos profissionais foram a qualidade técnica, experiência, espírito público e compromisso deles com as diretrizes de um governo de inclusão, participação e capacidade de trabalhar em defesa dos interesses da sociedade.

“A área de Segurança é a mais desafiadora, problemática e na qual a população tem mais expectativa de mudança. Vamos atuar de maneira articulada, para que essa realidade do Rio Grande do Norte de liderar o ranking da violência seja deixada para trás”, disse.

Veja os perfis dos anunciados

Coronel Araújo

Francisco Canindé de Araújo Silva é coronel da reserva da Polícia Militar, tem 54 anos, é natural de São Bento do Trairi e graduado em Segurança Pública na Polícia Militar de Pernambuco. Francisco Araújo integrou a Operação de Manutenção de Paz das Nações Unidas em Moçambique – ONUMOZ no ano de 1994, participou do Planejamento e Execução das Atividades de Segurança dos Jogos da Copa da FIFA – 2014, foi Comandante-Geral da Polícia Militar e Presidente do Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil, para a Região Nordeste, de 2010 a 2014. Atualmente, exercia a chefia do Gabinete de Segurança Institucional da Assembleia Legislativa.

“Recebi o convite com grande alegria. É uma honra ser distinguido para ser o chefe da Segurança Pública do Rio Grande do Norte. Espero corresponder à expectativa e à confiança que a governadora depositou em mim. Estou pronto para atuar com toda a equipe da segurança definida hoje, tendo a liderança da governadora. Sozinhos não somos nada, mas juntos podemos fazer a diferença”

Coronel Alarico

Alarico Azevedo ingressou na Polícia Militar do Rio Grande do Norte em 1991 e está completando em janeiro 28 anos de atividade na instituição. Ele tem 53 anos e já exerceu o Comando de Policiamento Metropolitano, Academia de Polícia e foi diretor do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Siosp). Atualmente está no comando do Gabinete de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça do RN.

“Em primeiro lugar me sinto muito honrado pelo convite. Estamos diante de um desafio não só na segurança do estado, mas do país. Com luta, união e muita vontade de trabalhar faremos um trabalho em equipe para minimizar a situação que vem passando o estado”.

Mauro Albuquerque

Luís Mauro Albuquerque Araújo, 50, começou a carreira na Polícia Militar, onde trabalhou entre 1987 e 1994. Passou em seguida aos quadros da Polícia Civil e posteriormente como agente da Polícia Civil de Custódia até 2015, quando assumiu a Diretoria Penitenciária de Operações Especiais do Distrito Federal. Atuou na elaboração da doutrina de intervenção penitenciária e procedimentos de segurança, que já foi adotada inclusive pelo Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN). Além de trabalhos internacionais, foi consultor das unidades das penitenciárias federais. Em 2016, foi para o Ceará, onde atuou na retomada de quatro unidades prisionais. Desde 2017, coordena a Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária em Alcaçuz.

“Quero continuar o trabalho sério que venho desempenhando e avançar na parte de ressocialização, onde um sistema controlado pelo Estado facilita bastante o cumprimento da lei de execuções penais. Espero continuar atendendo o povo do Rio Grande do Norte sob o comando da nova governadora. Posso garantir trabalho, trabalho e trabalho, tendo como pilar o agente penitenciário”

Ana Claúdia

Ana Claúdia Saraiva, 49, tomou posse na Polícia Civil em 1997. Foi delegada de defesa da mulher e tem passagem pelas delegacias regionais de Mossoró, Caicó e Ceará-Mirim. Foi diretora de polícia da capital em 2007 e estava lotada na Corregedoria-Geral da Polícia.

“Sabemos que é um grande desafio, mas iremos dar nosso melhor para superar as diferenças e atender às expectativas da sociedade, buscando reestruturar a Polícia Civil para um serviço de qualidade. Agradeço a escolha da governadora Fátima Bezerra e seu espírito democrático por acolher a sugestão da classe, já que fui eleita a primeira na lista tríplice”

G1/RN





Nenhum comentário:

Postar um comentário