terça-feira, 6 de novembro de 2018

Irmãos presos confessam que mataram bebê e afirmam que o alvo era o pai, que seria morto por vingança, diz delegada

Geovane de Melo
Os irmãos Geovane de Melo Nogueira, de 23 anos e Jefferson de Melo Nogueira de 21 anos  presos na segunda-feira (5), pela Polícia Rodoviária Federal quando fugiam pela BR 304 em um carro alternativo com destino a Natal, confessaram na Delegacia de Homicídios, em Mossoró, serem os autores do atentato a tiros, ocorrido na noite de domingo (4) na Praça das Malvinas, em Mossoró, onde vitimou fatalmente o bebê Anthony Caleb Bezerra de 1 ano e feriu seu pai, Francisco Iranilson Bezerra e sua mãe Débora Maria de Souza. (Clique AQUI e relembre o caso)


De acordo com a delegada da DHM, Dra. Liana Aragão, Geovane confessou que efetuou os disparos e disse que não viu o bebê e que somente teria visto Iranilson e a esposa. Ainda de acordo com a Dra. Liana Aragão, a motivação do crime seria briga de facções criminosas rivais. Geovane teria sofrido um atentado e teve um irmão assassinado por membros da facção PCC e que Iranilson estaria envolvido na morte de seu irmão e por isso queria matá-lo.


Os dois irmãos apontaram um adolescente que estaria envolvido no atentado que matou o bebê. O menor foi apreendido em Mossoró, pela equipe da Delegacia de Homicídios, além das duas motos usadas no crime. Os dois veículos são roubados. A arma usada no ataque criminoso foi apreendida pela PRF durante a prisão dos dois irmãos..
Jefferson de Melo
Os três envolvidos no assassinato do bebê Anthony Caleb e na tentativa de homicídio contra os pais do bebê, foram autuados em flagrante na DHM. Jefferson de Melo Nogueira e seu irmão Geovane de Melo Nogueira, autuados no artigo 121 (homicídio consumado e na forma tentada), foram conduzidos à Cadeia Pública Juiz Manoel Onofre de Souza e o adolescente, autuado por ato infracional análogo a homicídio, foi encaminhado ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente acusado de ato infracional (CIAD). Os três estão à disposição da justiça.

Fim da Linha



Nenhum comentário:

Postar um comentário