terça-feira, 13 de novembro de 2018

Suspeito confessa diz que matou artista potiguar por dívida de R$ 180


O homem preso suspeito de ter matado o ator e bailarino Zezo Silva, de 62 anos, disse à polícia que cometeu o crime por causa de uma dívida de R$ 180. Ele foi detido em Parelhas, região Oeste potiguar, na sexta-feira (9), e a Polícia Civil divulgou a confissão na segunda (12).

O crime aconteceu no dia 5 de outubro no bairro Cidade Alta, em Natal. O bailarino José Raimundo da Silva, conhecido como Zezo, foi morto dentro de sua casa com golpes de arma branca. Uma chave de fenda foi encontrada ao lado do corpo. (Clique AQUI e relembre o caso)


E o motivo seria a dívida de R$ 180, segundo afirma o suspeito. “Ele conta que foi até a casa de Zezo com o intuito de receber o valor, mas que houve uma briga, que Zezo o teria chutado e o ameaçado com uma faca. Faca essa que teria sido usada pelo suspeito para golpear Zezo no pescoço”, detalhou o diretor da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), delegado Marcos Vinícius.

Apesar de o homem ter confessado, as investigações da DHPP sobre o crime ainda prosseguem, pois a polícia afirma a versão possui contradições e outras linhas de investigação estão sendo estudadas.

“Um dado que nos chama a atenção é o fato da vítima ter sido encontrada sem as vestes da parte inferior e o fato do suspeito ter permanecido no imóvel aproximadamente duas horas. Por isso, ainda contamos com a ajuda da população para que nos envie informações que possam nos ajudar a esclarecer o crime”, solicitou o delegado Marcos Vinícius.

As informações podem ser enviadas de forma anônima e com garantia de sigilo para o Disque Denúncia 181.

G1/RN


Nenhum comentário:

Postar um comentário