quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Veja quem são os vereadores "contrários" e a favor do retorno da verba de gabinete


Blog Saulo Vale

Se fosse votado hoje, com a presença de todos os vereadores, o Projeto de Lei que garante o retorno do pagamento da Verba de Gabinete teria sido aprovado no plenário da Câmara Municipal de Mossoró. O recurso está suspenso por determinação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) desde maio de 2016.

A proposta prevê a verba mensal no valor de R$ 4.500, após modificação do documento inicial, que previa R$ 9 mil/mês. O projeto será votado na próxima terça-feira (11), no plenário da Casa.


O jornalista Saulo Vale fez uma enquete com os vereadores e mostra o posicionamento de cada parlamentar. A aprovação seria por 12 votos a 8. A presidente da Câmara, Izabel Montenegro (MDB), só votaria em caso de empate, conforme prevê o Regimento Interno.

Contrários ao projeto: Manoel Bezerra (PRTB), Izabel Montenegro (MDB), Francisco Carlos (PP), Petras Vinícius (DEM), Raério Araújo (PRB), Flávio Tácito (PPL), Ricardo de Dodoca (PROS), Emílio Ferreira (PSD) e Tony Cabelos (PSD).

A favor do projeto: João Gentil (sem partido), Aline Couto (sem partido), Genilson Alves (PMN), Ozaniel Mesquita (PR), Alex do Frango (PMB), Alex Moacir (MDB), Maria das Malhas (PSD), Rondinelli Carlos (PMN), Zé Peixeiro (PTC), Didi de Arnould (PRB), Isolda Dantas (PT) e Sandra Rosado (PSDB).

Nota do Blog: Na prática não há vereadores contrários à ressurreição da verba. Todos os que se dizem "contrários" afirmam que os recursos já existem e a verba não causaria nenhum impacto nas contas. A posição "contrária" é meramente legal, pois os vereadores preferem preferem aguardar posição favorável do TCE sobre uso da verba de gabinete. Em resumo, todos são a favor do retorno da verba de gabinente, porém uns são mais "afoitos" e outros mais cautelosos em relação à posição do TCE.





Nenhum comentário:

Postar um comentário