Sicredi


João Gabriel está com 2 anos e seis meses. Nasceu com microcefalia. Se alimenta com uma fórmula especial através de uma sonda no abdômen e precisa tomar medicamento anti-convulsivo.

Reside à Rua Otaniel Marques Quedes, número 99, ao lado da Escola das Irmãs, na Estrada da Raiz, bairro Santo Antônio, zona norte de Mossoró/RN.

Os pais, Daniele Alice e Fransueldo Reinado, são de famílias humildes. O casal tem outro filho, de seis anos. Sobrevivem do salário de Fransueldo (trabalha na Proel) e do que recebem da Previdência.


Estes rendimentos não são suficientes para o casal e os dois filhos se manterem. Pedem ajuda de amigos da população para comprar alimentos, fraldas, medicamentos e outros insumos.

"Estamos pedindo ajuda para comprar uma sonda nova, pois a que João Gabriel usa deveria ter sido substituído por outra nova e da mesma dimensão em novembro de 2018. Ele chora muro".

Os pais temem que a sonda que João Gabriel está usando já esteja causando infecção, em consequência disto, a febre. Está expelindo secreção. A criança chora muito. Está muito inquieta.

O plano de saúde que os pais pagam é o mais básico e só agenda atendimento para Fortaleza e assim mesmo só terá vaga para João Gabriel no dia 6 de fevereiro.

Sem recursos, os pais não estão comprando o alimento indicado pelo médico, que é a fórmula Aptamil Soja1, da Danone, ou a Nan Soy, da Nestlê. Cada lata custa em média R$ 70,00.

"Pedimos quem puder ajudar, pode nos doar estas fórmulas", diz Daniele Alice.

João Gabriel precisa de uma lata de 800 gramas por semana. No desespero, os pais improvisaram. Estão comprando uma fórmula da marca  Piracanjuba ou da Itambé, que é bem mais barato.

“O médico já proibiu este leite, mas nós não temos mais como comprar a fórmula indicada”, diz Daniele Alice, pedindo ajuda para fazer a cirurgia de substituição da sonda e a fórmula certa.

O plano de saúde não autorizou a substituição da sonda. Disseram que não cobre. Na Secretaria de Saúde do município, os servidores informaram que não podiam fazer nada.

Uma servidora fez a doação de uma sonda, mas veio no tamanho errado. Nesta sexta-feira, 18, um enfermeiro da UPA do bairro Santo Antônio vai avaliar se pode adaptar.

A sonda indicada para João Gabriel é uma gastro FR12.

Quem puder ajuda, pode fazer contato com a mãe de João Gabriel pelo número: 84 98630-6173.

Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem