governo

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Homicídios reduzem 27,1% na Grande Natal e apenas 3,7% em Mossoró

No geral, o Estado do Rio Grande do Norte registrou uma queda de 19,4% no número de Condutas Violentas Letais e Intencionais (CVLIs) em 2018 se comparado com 2017. Região metropolitana de Natal a redução foi de 27,1% e em Mossoró só de 3,7%.

No entanto, se observado a série histórica da gestão Robinson Faria, que começou em 2015 e encerrou no dia 31 de dezembro de 2018, houve um aumento de 16,1% nos CVLIs neste período.

Quando analisado a série começando de 2014 até 2018, observa-se que os investimentos feitos no sistema prisional, em 2016 e 2017, surtiram efeito reduzindo a violência homicida em 2018.


2014 – 1.760 CVLIs

2015 – 1662 CVLIs.

2016 – 1982 CVLIs.

2017 – 2.392 CVLIs.

2018 – 1.929 CVLIs (até dia 29 de dezembro).

Este quadro fica bem desenhado quando se observa que no RN, a região que registrou a maior queda de 2017 para 2018, em número de CVLIs, foi à região metropolitana de Natal: - 27,1%.

Esta é onde fica a maior penitenciária do Estado: Alcaçuz, no município de Nízia Floresta. Esta unidade estava em ruínas. Numa rebelião o início de 2017, pelo menos 27 presos foram decapitados.

Teve investimentos e a penitenciária hoje está controlada pelo Estado. Também foi construída a penitenciária de Ceará Mirim. A conseqüência deste investimento aparece nos números do OBVIO.

Sem grandes investimentos no prisional, o interior do RN contribuiu com apenas 8,7% na redução. Este é um indicativo de que o próximo governo precisa focar em algumas cidades do interior para reduzir os CVLIs.

Mossoró é um exemplo. Sem a mesma atenção que a região metropolitana de Natal teve, registrou apenas 3,7% na redução de homicídios. Foram 245 em 2017 e 236 em 2018. Um banho de sangue!

Na região Metropolitana de Natal, Parnamirim registrou queda de 23,9% em número de CVLIs. O maior destaque na região metropolitana foi Ceará Mirim, que reduziu os CVLIs em 61,8%.

Dados de Ceará Mirim

2014 – 57 CVLIs

2015 – 55 CVLIs

2016 – 88 CVLIs

2017 – 144 CVLIs

2018 – 55 CVLIs

Macaíba, que vinha de uma série histórica sangrenta, reduziu os CVLIs em 8,2%. E São Gonçalo do Amarante, onde fica o Aeroporto Internacional, reduziu 8,5%.

Passando da Reta Tabajara, a cidade de Currais Novos apresenta números impressionantes no que se refere a redução de CVLIs. 60% de 2017 para 2018 e de 80% de 2015 a 2018.

Confira números de Currais Novos

2014 – 17 CVLIs

2015 – 20 CVLIs

2016 – 09 CVLIs

2017 – 10 CVLIs

2018 – 04 CVLIs

Em Mossoró, a redução de CVLIs não acompanhou os números da capital e região metropolitana. De 2017 para 2018, a redução foi de apenas 3,7%.

Faltou apoio a Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa e principalmente investimento no sistema prisional, pois muitos dos que mataram e foram mortos eram do sistema.

Se observado de 2015 a 2018, teve acréscimo que 45,7% nos CVLIs. E que mostra realmente a necessidade de investimentos barrar este crescimento no número de CVLIs.

2014 – 191 CVLIs

2015 – 162 CVLIs

2016 – 218 CVLIs

2017 – 245 CVLIs

2018 - 236 CVLIs

O Estudo do OBVIO aponta, com clareza, que o Governo Fátima Bezerra precisa manter e ampliar os investimentos em segurança pública na Capital e direcionar investimento maciço para a região de Mossoró.



Nenhum comentário:

Postar um comentário