Sicredi


A equipe econômica do governo Bolsonaro finalizou o texto de um decreto que tornará o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) uma espécie de “chave universal” para acesso aos serviços públicos. O documento já está na Casa Civil e será publicado em breve.

Segundo o secretário de Desburocratização do governo, Paulo Uebel, a intenção é facilitar a prestação de serviços públicos federais. Com a medida, a população não vai precisar carregar diversos documentos e memorizar diferentes números de identificação.


Em caso de ida ao INSS, o cidadão não precisará mais informar o número do NIS; na Caixa, o PIS será dispensável; no caso da segunda via da reservista, o número não vai ser mais necessário; se for no cadastro único dos benefícios sociais, apenas o CPF será suficiente em todos os casos.

De acordo com o governo, a partir da publicação do decreto, os órgãos federais terão prazo de três meses para se adaptar à mudança.

Portal No Ar



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem