terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Em leitura da mensagem anual, Rosalba fez balanço da administração e apresentou novas ações


A prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, iniciou na manhã desta terça-feira, por volta das 09h30 na Câmara Municipal de Mossoró, a leitura da mensagem anual do Executivo. O evento marca oficialmente o início dos trabalhos de plenário no Legislativo em 2019.

Como já era esperado, a prefeita fez um  balanço de sua administração e anunciou outras ações como o aperfeiçoamento dos programas sociais, programas de capacitação profissional, realização de novas obras de infraestrutura, ampliação do projeto viva a vida, avanços nas áreas de saúde, educação, habitação.


Apesar das necessidades do município, a chefe do executivo ponderou que a viabilidade dos projetos dependem de recursos, "Os avanços devem acontecer passo a passo pois nada é de graça, precisamos de recursos para ampliar esses projetos," disse.

No quesito educação, Rosalba disse que não há falta de vagas escolares no município e que se alguma criança em idade escolar não estiver estudando, a prefeitura tem a vaga para ela.

Rosalba se mostrou preocupada com um velho problema da cidade, a poluição do Rio Mossoró. Segundo a prefeita 80% da poluição do Rio Mossoró é problema de saneamento básico e, embora reconheça melhorias nesse quesito, afirmou que ainda é insuficiente.

Como medida para melhorar o saneamento a prefeita anunciou a "Ligação social," Um programa que vai custear a ligação do saneamento básico de famílias carentes. "Muitas vezes a tubulação do saneamento passa pela rua e as famílias não fazem a ligação, mas não é porque não queiram fazer e sim porque não têm condições", explicou.

A leitura é um procedimento que existe nas três esferas de Poder (Congresso Nacional, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais), onde a apresentação da mensagem dá início ao ano legislativo.

Como manda o protocolo, a sessão foi exclusiva para a leitura da prefeita, sem intervenção de vereadores. Os legisladores entretanto, poderão comentar a leitura na sessão de quarta-feira (20), quando haverá pronunciamento dos parlamentares.




Nenhum comentário:

Postar um comentário