sábado, 16 de fevereiro de 2019

Ministra do STF acata pedido da PGR e arquiva investigação contra Rosalba Ciarlini



A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal de Justiça (STF), arquivou uma investigação que envolvia a ex-governadora e atual prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PP). O inquérito apurava suposto ‘caixa 2’ nas eleições de 2010, quando Rosalba foi eleita governadora do Rio Grande do Norte.

A investigação também alcançava o ex-governador Robinson Faria (PSD), que foi vice de Rosalba em 2010, e o deputado federal Fábio Faria (PSD), filho de Robinson.

O inquérito foi aberto com base em delações de executivos da Odebrecht. Segundo eles, a empresa fez doação – não contabilizada para a campanha de Rosalba, Robinson e Fábio em 2010. Não houve comprovação.


Rosa Weber atendeu a pedido da Procuradoria Geral da República pelo arquivamento da investigação. O órgão considerou que “não há elementos suficientes para o oferecimento de denúncia, bem como mostra-se inviável a continuidade das investigações”.

Em novembro de 2018, a ministra havia arquivado outra apuração que envolvia o deputado Fábio Faria. A suspeita é de que o parlamentar havia deixado de declarar valores recebidos pela J&F na eleição de 2014.

Jornal de Fato


Nenhum comentário:

Postar um comentário