Sicredi


A manhã de domingo, dia 24, foi de festa na região do Vale do Açu, nas sangrias dos açudes do Pataxó, em Ipanguaçu/RN, e do Beldroega, em Paraú/RN.

Para quem está em Mossoró e quer chegar no Beldroega, segue pela BR 304 e antes da cidade de Assu, entra à direita na RN 233. Segue até a cidade de Paraú e entra na direção do Beldroega.

Já para quem quer visitar a sangria do Açude do Pataxó, deve seguir pela BR 304, após as entradas para as cidades de Itajá e Ipanguaçu, tem uma entrada à esquerda. Segue por ela por 5 km e já está no Pataxó.


Para os dois casos, o Corpo de Bombeiros de Mossoró alerta ter muito cuidado com crianças. E quem vai beber, evitar entrar na água e também dirigir.

A sangria do Pataxó começou quinta-feira, 21. Com capacidade para armazenar até 15.017.379/m³ de água, este reservatório preocupa a população de Ipanguaçu.

Para quem é de fora, o sangradouro deste reservatório foi motivo de festa neste domingo. Havia visitantes do Seridó e de toda a região do Vale do Açu.

Para quem é de Ipanguaçu, o medo é a lâmina de sangria passar de 70 cm, pois neste caso o rio Pataxó transborda e alaga até 70% da área urbana e rural de Ipanguaçu.

Estes alagamentos aconteceram nos invernos de 2004, 2007 e 2008. Como todos os reservatórios acima do Pataxó estão sangrando, o risco de acontecer é iminente.

No Beldroega, não existe preocupação com a sangria. Lá é só alegria, segundo relata o secretário Neném do Gás, da pasta de Agricultura. “É uma benção”, diz.

Com capacidade para armazenar 8.057.520/m³, o Beldroega começou a sangrar na noite de sábado (23), por volta das 21 horas. Abastece o Açude do Mendubim, no território de Açu.

Assim como o Açude do Pataxó, o Beldroega atraiu muitos curiosos neste final de semana. Alguns foram se banhar nas sangrias. outros foram pescar e alguns só passear com a família.

Com a sangria do Beldroega, existe uma boa probabilidade do Mendubim atingir sua conta de sangria, quando armazena quase 80 milhões de metros cúbicos de água.

Estes dois reservatórios não abastecem a Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, que armazena até 2,4 bilhões de metros cúbicos de água, apesar de estarem próximos.

A Armando Ribeiro é o maior reservatório do RN. Depende da água que vem dos açudes da Paraíba, Seridó e parte do Médio Oeste para atingir sua cota de sangria.

Estado crítico

Além da Armando Ribeiro, que está com pouco mais de 20% de sua capacidade, os açudes de Acari (Garbalheiras), Caicó (Itans), Pau dos Ferros (mesmo nome), Lucrécia (mesmo nome), Patu (Tourão), Apodi (Santa Cruz), Upanema (Umari) e Caraúbas (Apanha Peixe) estão tomando água e ainda estão longe de atingir a cota de sangria.

Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem