segunda-feira, 25 de março de 2019

Aluna mossoroense conquista vaga em feira de ciências nos EUA


Após conquistar 19 prêmios com projeto científico realizado a partir do líquido extraído da castanha do caju, a aluna Ekarinny Mirela, da Escola Estadual Hermógenes Nogueira da Costa, em Mossoró/RN, é destaque novamente, conquistando o prêmio máximo da principal feira de ciência e engenharia do Brasil, a Febrace.

A premiação foi concedida na sexta-feira(22), durante o encerramento da 17ª edição da feira. Ekarinny, junto com a professora e orientadora, Luísa Kiara Dantas, garantiu uma credencial para participar da Intel ISEF, que acontecerá no mês de maio, nos Estados unidos.

A Intel ISEF é a maior feira de ciência e engenharia do mundo, voltada para estudantes que ainda não chegaram ao nível universitário. Participam do evento projetos de 70 países e territórios diferentes de todo o mundo. Outros 8 projetos brasileiros também foram selecionados para a feira.

Além do prêmio principal, a dupla ainda conquistou o primeiro lugar entre as escolas participantes do Rio Grande do Norte, o primeiro lugar na categoria ciências da saúde, uma credencial para participar da FETEC no Mato Grosso do Sul e um prêmio da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

A 17ª Febrace aconteceu entre os dias 19 e 21 de março, na Inova USP, em São Paulo.

O Projeto

Ao lado da professora de Biologia do Hermógenes Nogueira da Costa, Luísa Kiara, Ekarinny Medeiros está desenvolvendo um Cateter Bioativado, produzido a partir de líquido extraído da castanha do caju, como alternativa na prevenção de infecções sanguíneas, causadas por bactérias provenientes da utilização de cateteres comuns, em pacientes de UTIs e em procedimentos de hemodiálises.

Com as novas conquistas, o projeto já rendeu, ao todo, 24 prêmios à dupla.

Mossoró Hoje






Nenhum comentário:

Postar um comentário