quinta-feira, 28 de março de 2019

Polícia identifica aluno que ameaçava fazer massacre em escola pública de Natal


O trabalho de prevenção da Companhia Independente de Prevenção ao Uso de Drogas (Cipred), da Polícia Militar, pode ter evitado um massacre em uma escola pública estadual localizada em Natal. Na manhã desta quinta-feira (28), policiais foram até a unidade, no bairro de Lagoa Nova, em busca do estudante de 16 anos. Contudo, ele conseguiu fugir e os policiais seguem à procura do suspeito.

A Cipred tem atuação constante no monitoramento das atividades de jovens nas escolas do Rio Grande do Norte, inclusive com o acompanhamento em redes sociais. E foi através desse acompanhamento que a Polícia identificou o estudante que falava sobre um suposto "plano" de tirar vidas de pessoas dentro da escola.


Com as informações, a Cipred entrou em contato com Polícia Civil, Ministério Público, Conselho Tutelar e com a direção da escola para realizar os procedimentos, com o objetivo de evitar o possível crime. Apesar do jovem ter conseguido fugir, a Polícia tem a informação sobre o local onde mora e já acionou a família. Agora, o caso será encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DCA).

"É um trabalho de monitoramento rotineiro, onde já havíamos, inclusive, identificado dois procedimentos semelhantes em outras escolas. Mesmo com a limitação de pessoal, a Cipred está conseguindo ser meticulosa e criteriosa no cumprimento do dever", explicou o porta-voz da Polícia Militar, tenente-coronel Eduardo Franco.


Nenhum comentário:

Postar um comentário