sexta-feira, 1 de março de 2019

RN fecha 1.359 vagas de emprego formal em janeiro


A economia potiguar fechou 1.359 postos de trabalho com carteira assinada em janeiro deste ano, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na quinta-feira (27) pelo Ministério da Economia.

O saldo negativo é a diferença entre as contratações (12.094) e as de demissões (13.453) no período.

Os números mostram que houve aumento de 112% nas demissões no primeiro mês deste ano, na comparação com igual período do ano passado - quando o saldo - também negativo - foi de 639.


Os setores que mais contribuíram para o saldo negativo foram a Agropecuária, que fechou 1.098 postos de trabalho; e o de Comércio, que teve saldo negativo de 1.017.

Na contrapartida, o setor de Serviços, que foi o único a terminar o mês com saldo positivo, abriu 1.059 novas vagas.

Apesar de ter registrado demissão de um total de 6.295 pessoas, Natal terminou o mês com saldo positivo de 39 empregos, porque também registrou 6.334 contratações. O maior saldo positivo de empregos foi de Parnamirim: 86.

As cidades com maiores saldos negativos ficam na região Oeste potiguar. Caso de Apodi e Mossoró que fecharam, respectivamente, 385 e 376 vagas, cada. Elas foram seguidas por São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana da capital, que fechou 233 postos.

Veja o saldo de empregos por setor


  • Extrativa mineral: -97
  • Indústria de transformação: -141
  • Serviços industriais de utilidade pública: -4
  • Construção civil: -55
  • Comércio: -1.017
  • Serviços: 1.059
  • Administração pública: -6
  • Agropecuária: -1.098.


Nenhum comentário:

Postar um comentário