terça-feira, 9 de abril de 2019

Bolsonaro exonera Vélez Rodríguez e anuncia Weintraub como sucessor


O presidente Jair Bolsonaro exonerou na segunda-feira, 8, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, e anunciou o professor Abraham Weintraub para o cargo.

“Abraham é doutor, professor universitário e possui ampla experiência em gestão e o conhecimento necessário para a pasta”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Twitter.


Apesar de Bolsonaro ter apresentado Weintraub como "doutor", não há qualquer indicação pública de que o novo ministro tem esse título. No currículo do acadêmico na plataforma Lattes, portal do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e em que os próprios pesquisadores atualizam suas formações e publicações, o novo ministro não descreve doutorado.

Professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Weintraub é mestre em administração pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Executivo do mercado financeiro, atuou no grupo Votorantim e foi membro do comitê de Trading da BM&FBovespa. Em 2016, coordenou a apresentação de uma proposta alternativa de reforma da previdência social formulada pelos professores da Unifesp. Weintraub atua como secretário-executivo da Casa Civil, sob o comando de Onyx Lorenzoni. Ele assumirá o lugar do colombiano Ricardo Vélez.

“Aproveito para agradecer ao Prof. Velez pelos serviços prestados”, acrescentou o presidente.

Vélez esteve nesta segunda-feira, 8, pela manhã no Palácio do Planalto em reunião com o presidente Jair Bolsonaro e deixou o local pela saída privativa, sem falar com a imprensa.

Com informações da Agência Brasil e Revista Época



Nenhum comentário:

Postar um comentário