Sicredi


55,35% dos potiguares aprovam a gestão Fátima Bezerra (PT). O índice dos que desaprovam a gestão Fátima ficou em 23,18%. Já o Governo do Presidente Jair Bolsonaro (PSL), nos primeiros cinco meses de gestão, entre os norte-rio-grandenses, amarga desaprovação de 60,58%.

Os dados são da Pesquisa Retratos da Sociedade Potiguar 2019, encomendada pela FIERN ao Instituto Consult Pesquisa. O levantamento foi feito em 57 municípios, em 12 regiões do Rio Grande do Norte, durante o período de 17 a 20 de maio, com margem de erro de 2,3%.


A sondagem tem margem de erro de 2,3%.

O índice de aprovação do Governo Fátima é maior nas regiões Central Cabugi, com 71,7%; Alto Oeste, com 64,3%; e Sertão Apodi, com 62%.

Além disso, a governadora Fátima Bezerra é melhor avaliada pelo público feminino, com 56,8%, na faixa etária até 24 anos – 59,3%, e com nível superior completo – 63,6%.

Também foi aferida a confiabilidade na governadora e ela está alta.

49,06% dos entrevistados afirmaram confiar na atual gestão estadual, enquanto os que não confiam somam 31,24%. Apenas 19,71% disseram não saber responder.

A governadora Fátima Bezerra divulgou um vídeo no Instagram agradecendo pelo apoio da população.

A desaprovação do Governo Bolsonaro

A desaprovação do Governo do Presidente Jair Bolsonaro (PSL), nos primeiros cinco meses de gestão, entre os norte-rio-grandenses é de 60,58%.

O índice é maior entre o público feminino (64%), jovem com idade até 24 anos (65,5%) e 25 a 34 anos (61,8%) e entre os com nível superior de escolaridade (66,8%).

Na estratificação por região, a desaprovação é maior no Alto Oeste (72,2%), seguido por Mossoró e Central Cabugi (68,3%, ambas) e Sertão do Apodi (68%).

Mesmo em Natal, onde obteve números expressivos na eleição (52,98% dos votos), 65% desaprovam o governo os atos do governo Bolsonaro nos primeiros 5 meses.

E 55,18% dos potiguares avaliam Governo do Presidente Jair Bolsonaro como Ruim (19,47%) ou Péssimo (35,71%). Somente 15,23% consideram Ótimo (3,29%) ou Bom (11,94%).

Os piores resultados foram registrados nas regiões do Alto Oeste Potiguar que, somados, registram 67,8% de ruim ou péssimo, seguidas pelas regiões Sertão do Apodi (59%) e Mato Grande e (58,9%).

A pesquisa aferiu ainda o grau de expectativa do potiguar em relação ao Governo Federal. Para 46,65% dos entrevistados o presidente fará um governo Ruim (24%) ou Péssimo (22,65%).

Outros 23,82% esperam um governo Bom ou Ótimo. As piores expectativas estão na população do Alto Oeste Potiguar (58,2%), da Central Cabugi (56,7%) e Natal (54,8%).

Desconfiança do potiguar

No quesito confiança, 61,59% dos entrevistados responderam que não confiam no governo Bolsonaro. A desconfiança é maior entre os que possuem escolaridade de nível superior (69,1%), mulheres (65,9%) e os de idade até 24 anos (66,3%). E nas regiões do Alto Oeste e Sertão do Apodi os que não confiam chegam a 74,8% e 73%, respectivamente.

Quando comparado com os governos anteriores, 44,18% consideram a gestão Jair Bolsonaro Pior, enquanto para 23,24% ela é Melhor e 22,59% responderam considerar Igual.

Na segmentação por escolaridade, 53,5% dos que tem curso superior consideram pior e 48,2% são mulheres. Em Natal, 59,5% dos entrevistados dizem ser Pior, na comparação, enquanto no Seridó 37,6% avaliam como Melhor.

Mossoró Hoje



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem