Sicredi


Os consumidores de Mossoró estão tendo de conviver com o aumento desenfreado do preço dos combustíveis. Na terça-feira (21), o valor do litro da gasolina foi reajustado mais uma vez, e está cada vez mais próximo dos R$ 5,00. Com o preço médio de R$ 4,88, o litro da gasolina na cidade está acima do que foi apontado no levantamento feito na semana passada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

De acordo com o levantamento feito em quatro cidades do estado do Rio Grande do Norte entre os dias 12 e 18 de maio, o preço médio do litro da gasolina em Mossoró era de R$ 4,69. Com este valor, a segunda maior cidade do estado apresentava um dos preços mais baixos, tendo em vista os dados de outros três municípios (Natal – R$ 4,88, Parnamirim – R$ 4,84 e Caicó – R$ 4,59).


Assim como ocorreu em outras comparações, o valor que é visto nas bombas de gasolina de Mossoró está bem acima do que é registrado pela Agência. Durante o levantamento, foram verificados 17 postos de combustíveis mossoroenses, nos quais foram constatados preços que variavam de R$ 4,58 até R$ 4, 83.

A reportagem do JORNAL DE FATO esteve em alguns postos de combustíveis da cidade e comparou o preço entre eles. No entanto, não há diferença significativa entre os valores, principalmente em relação ao litro da gasolina. Na comparação, a diferença não chega a ser de R$ 0,03 por litro.

De acordo com as informações dos consumidores, esse aumento significativo aconteceu já nesta terça-feira. “Eu passei em um posto do centro da cidade, onde a gasolina já estava custando R$ 4,79, mas já fui informado de que o valor ia sofrer alteração. Já no meio da tarde, o preço da gasolina no mesmo posto passou para R$ 4,87, ou seja, um aumento de R$ 0,09 de uma só vez. Isso prejudica demais o trabalhador, que não está tendo mais condições de encher o tanque do seu veículo”, comentou o vendedor Lucas Soares.

Ainda de acordo com os dados que fazem parte do levantamento da Agência, a média de preço da gasolina para o mês de maio é de R$ 4,67 por litro. Este valor representa um salto em relação ao mês de abril, uma vez que, de acordo com a própria ANP, a média do litro desse combustível era de R$ 4,49. Isto representa um aumento de quase R$ 0,20 por cada litro de gasolina, se forem levados em consideração apenas os números da Agência.

Mas, o que os consumidores veem na prática é a cobrança de um valor que está muito acima do que é averiguado no levantamento. “Sempre que é divulgado um levantamento com o preço da gasolina nas cidades, eu percebo que em Mossoró não encontramos o preço que dizem ser o médio. Está sempre R$ 0,10 ou R$ 0,15 a mais do que o divulgado”, disse o vigilante Wagner Dantas.

Outro ponto que chama a atenção é que a média do preço do combustível em Mossoró está acima da média nacional, ainda de acordo com a ANP. Enquanto que em Mossoró, segundo a Agência, o litro está custando em média R$ 4,69, a média nacional é de R$ 4,55. Para o levantamento nacional, a ANP averiguou mais de 5.800 postos de combustíveis de todas as regiões do país.

Uma das atribuições da ANP é implementar a política nacional de petróleo e gás natural e garantir a proteção dos interesses dos consumidores quanto a preço, qualidade e oferta de produtos (lei 9478/97, artigo 8°). Cumprindo essa determinação, a Agência promove uma pesquisa de preços semanal para acompanhar os preços praticados pelas distribuidoras e postos revendedores de combustíveis.

Jornal De Fato


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem