Sicredi


O balanço do emprego com carteira assinada no Rio Grande do Norte registrou saldo geral negativo de -501 vagas no mês de abril. As principais influências para este resultado vieram da Agropecuária e do Comércio. A primeira encerrou 383 contratos de trabalho, com o fim da safra do melão, mas também com dispensas em outras lavouras temporárias.

Temos, portanto, uma influência sazonal. No caso do Comércio (-354 vagas), os cortes ficaram especialmente concentrados nos ramos varejistas de vestuário e acessórios, calçados e produtos de beleza. Por sua vez, o saldo total dos Serviços (incluindo Administração Pública) foi positivo em 194 vagas.


Ressalte-se que este resultado foi influenciado pelo volume de contratos de trabalho criadas em Locação de mão de obra temporária e no Fornecimento e gestão de mão de obra para terceiros (total de 502 vagas). A indústria foi o segundo destaque positivo do mês, embora com saldo modesto (+42 vagas).

A Indústria

Para o desempenho favorável da indústria (+42 vagas) contribuiu, principalmente a Construção civil (+180), com ênfase nos segmentos de Edificações, e de Obras para geração de energia elétrica com destaques para os municípios de Assú e Extremoz. Em segundo lugar, veio a Indústria de Alimentos (+42), sobretudo em Produtos de panificação, Laticínios e Moagem de produtos de origem vegetal, com destaques em Parnamirim, Jucurutu e Mossoró. O terceiro ocorreu na Indústria Mecânica (+31), basicamente na Manutenção e reparação de máquinas e equipamentos e na Fabricação de motores e turbinas, em Natal e Areia Branca.

Quanto aos saldos negativos, o menos favorável foi registrado na cadeia de Têxteis e Vestuário (-126), com ênfase nas atividades de Confecção do vestuário e Acessórios (bonés) e Linhas para costurar e bordar, cujos principais destaques foram Natal, Serra Negra do Norte, São Gonçalo do Amarante e Parnamirim. O segundo lugar mais negativo foi registrado pela Extração mineral (-39) nos segmentos de Sal marinho e Britamento de pedras para construção, principalmente em Mossoró e Macau. Finalmente, a Indústria de móveis (-35) foi o terceiro destaque negativo, com vagas encerradas na atividade de Montagem de móveis, em Natal.


Confira os dados do Caged na íntegra: https://www.fiern.org.br/wp-content/uploads/2019/05/Sumario-Caged-abril-2019.pdf


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem