sexta-feira, 10 de maio de 2019

Servidores da UFERSA aprovam paralisação nacional para próxima quarta-feira


No próximo dia 15 de maio será realizada a “Greve Nacional da Educação”, data em que professores, estudantes, técnico-administrativos (as) vão paralisar as atividades em todo o país contra os sucessivos ataques do governo Bolsonaro ao setor e contra o desmonte da educação pública, gratuita e de qualidade.

Em assembleia geral da categoria, os servidores técnico-administrativos da UFERSA aprovaram por unanimidade aderir à greve geral na educação. O objetivo é denunciar os inúmeros retrocessos, como o contingenciamento de recursos para as universidades públicas, o fim dos concursos públicos, os ataques à autonomia universitária, o congelamento de salários, a privatização e a precarização da educação com o aprofundamento das políticas de mercantilização, além da destruição da Previdência Social prevista pela PEC 6/19.


"É com muita preocupação que eu vejo o momento em que a educação no Brasil se encontra. Aos poucos as universidades estão sendo sucateadas, para lá na frente o governo dizer que não tem mais como sustentar e partir pra privatização", afirma Kaliane Morais, coordenadora geral do SINTEST/UFERSA.

Na última terça-feira o Fórum dos Servidores Públicos do Oeste Potiguar se reuniu com docentes, estudantes e sindicalistas na sede da ADUERN para planejar o ato do dia 15 de maio. A princípio, a concentração ficou marcada para às 08h em frente a UFERSA. O Fórum vai marcar uma outra reunião para discutir a logística do ato.

"O corte de 30% é muito mais profundo do que se imagina. Isso não vai refletir apenas na universidade, mas no comércio, no funcionamento geral da sociedade. Nós vamos defender a paralisação. Os companheiros precisam articular seus colegas de setores para somar nessa luta", declara Francimar Honorato, coordenador de comunicação do SINTEST/UFERSA.

Ainda na assembleia, o servidor Jeferson Santos, lotado no campus de Caraúbas, sugeriu que os servidores fizessem uma campanha nas redes sociais com depoimentos através de vídeos ou fotos sobre a importância da educação na sua vida e também convocando a categoria para participar da paralisação do dia 15.


Nenhum comentário:

Postar um comentário