Sicredi


Empresa potiguar de argamassa, a BQMIL(Grupo A Construtora) ficou entre as três finalistas do Prêmio Nacional de Inovação. A solenidade de entrega da premiação foi na noite de segunda-feira (10), em São Paulo, durante o 8º Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria. A BQMIL concorreu na categoria “Inovação de Processos”, na modalidade “Médias Empresas”. Nesta categoria, o primeiro lugar foi da BMD Têxteis, da Bahia.

O Prêmio Nacional de Inovação é dividido em três modalidades, definidas por porte das empresas. Cada modalidade conta com as categorias “Gestão da Inovação” e “Inovação”, sendo que esta última tem quatro subcategorias: produto, processo, organizacional e marketing. Trata-se de uma iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), realizado pela CNI e o SEBRAE, em parceria com o SESI, o SENAI e o IEL.

A inovação em produtos e processos, com foco na sustentabilidade e conceito de economia circular, a partir de um projeto de Gestão Integrada, foi o que levou a BQMIL a ficar entre as três melhores dentre 1.746 empresas inscritas. Desde 2013, a empresa recebe consultoria em diversas áreas e nos últimos três anos o IEL, SESI e o SENAI têm atuado de forma integrada e sincronizada.

O CEO da BQMIL, Marcelo Rosado, agradeceu, logo depois da solenidade de premiação, aos parceiros e a equipe de colaboradores e clientes. “É o resultado de esforço disciplinado, contínuo e resiliente nos últimos dez anos. Compartilhamos esse momento de vitória ao sermos classificado entre os três primeiros do país”, disse.

O presidente da FIERN também participou da solenidade e entregou o prêmio na categoria “Inovação Organizacional”, na modalidade “Pequenos Negócios”, para a empresa Topos, da Bahia, que atua nas áreas de tecnologia da informação e comunicação. Ele também parabenizou a empresa potiguar pelo resultado e convocou: “Não atrapalhem, deixem o povo pensar e inovar. Inovação é a palavra de ordem. O Brasil precisa incentivar as empresas a inovar!”.

A superintendente regional do IEL-RN, Maria Angélica Teixeira e Silva, destacou a importância de uma empresa potiguar obter esse reconhecimento. “Ficamos felizes em ver a indústria potiguar sendo premiada e reconhecida, mostrando que é possível sim crescer e inovar mesmo em um cenário adverso. O IEL se sente honrado de fazer parte deste reconhecimento”, afirmou.

Para o superintendente do SESI/RN, Juliano Martins, a participação e o resultado obtido pela BQMIL no Prêmio Nacional de Inovação é um reconhecimento à liderança de Marcelo Rosado. “Ele que, na busca incessante em inovar os processos da empresa, desafiou o SESI, SENAI e IEL a integrar seus produtos na busca inovação”, disse.

O diretor-regional do SENAI/RN, Emerson Batista, ressaltou que este momento mostra a capacidade de inovar no país independentemente de região. “O Congresso Nacional de Inovação mostra que somos capazes de inovar e melhorar cada vez mais o Brasil e especialmente o nosso RN. A BQMIL é um exemplo disso e de que não precisa estar em grandes centros para inovar e ser sucesso”, comentou.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem