governo

sábado, 1 de junho de 2019

Tiroteio em Virginia Beach, nos EUA, deixa 12 mortos; assassino também morreu


Um funcionário público abriu fogo em um prédio governamental de Virginia Beach, costa leste dos Estados Unidos, em um ataque que deixou ao menos 12 pessoas mortas e quatro feridos na sexta-feira (31). O assassino morreu ao trocar tiros com policiais, segundo autoridades.

Os disparos começaram pouco depois das 16h (17h, de Brasília), no Prédio II do complexo onde funciona a administração de Virginia Beach.

As autoridades acharam corpos em três andares diferentes do prédio e também no estacionamento.


O chefe da polícia local, James Cervera, afirmou que um dos agentes chegou a ser baleado na troca de tiros, mas sobreviveu graças ao colete à prova de balas.

Após um dos policiais balear o assassino, os agentes correram para socorrê-lo, afirmou Cervera. Ele não resistiu ao ferimento e morreu momentos depois. Um rifle e uma pistola foram encontradas no local do crime, de acordo com a emissora norte-americana CNN.

O Hospital Geral Sentara de Virginia Beach informou no Twitter que três dos feridos estão internados nas suas instalações, dois deles em estado crítico e outro em bom estado. Também informou que o quarto ferido já recebeu alta.

Cervera ressaltou que o número de feridos pode ser maior porque alguns dos funcionários atingidos por balas ou estilhaços podem ter procurado atendimento sem ajuda de ambulâncias.

As autoridades, até o momento, não divulgaram a identidade do criminoso. Também não se sabe a motivação do crime. Policiais acreditam que ele agiu sozinho. O FBI também participou das operações.

Por precaução, a polícia isolou a área e pediu que vizinhos evitassem o bairro onde fica a sede do governo de Virginia Beach.

G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário