BANNER 1


Após um acordo de pagamento, cooperativas médicas decidiram retomar os atendimentos à população nos procedimentos de alta e média complexidade realizados em hospitais privados e filantrópicos do estado, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Os profissionais reclamavam de atrasos de pagamentos do Governo do Rio Grande do Norte acumulados desde o início deste ano.

Ainda em reunião na sexta-feira (5), a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) transferiu uma parte da dívida - R$ 1,2 milhão - para a conta da Secretaria Municipal de Saúde de Natal, responsável por repassar o valor às cooperativas. A Sesap também se comprometeu em realizar os pagamentos atrasados de forma escalonada e liquidar a dívida referente a fevereiro até o final deste mês.

"Apresentamos uma proposta para equalizar a defasagem dos pagamentos para que se façam mais próximos dos vencimentos da prestação dos serviços”, afirmou o Secretário de Saúde do Estado, Cipriano Maia.

Além da discussão a respeito da retomada das atividades nos hospitais, durante a reunião, os gestores da pasta e diretores da CoopMed e Coopanest definiram um grupo de trabalho que atuará na ampliação do convênio.

De acordo com o secretário, foram definidas reuniões para a próxima semana a fim de se construir uma uma proposta de um programa estadual de cirurgias eletivas em bases regionalizadas.

Para o diretor da CoopMed, Marcelo Matos Cascudo, a reunião foi considerada positiva. “A reunião foi muito proveitosa. Discutimos os contratos e também parcerias mais amplas para contribuir com o Governo e gerar soluções para melhorar os serviços de saúde ofertados”, pontuou.

G1/RN



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem