Notícias

Cachaça artesanal Samanaú, do RN, é eleita a melhor cachaça envelhecida do mundo nos EUA


Na segunda-feira (1º) a Cachaçaria Artesanal Samanaú, do Rio Grande do Norte, conquistou um prêmio internacional como a melhor cachaça envelhecida do mundo, em um evento realizado em Chicago, nos Estados Unidos.

A marca, cuja produção fica localizada no município de Caicó, recebeu a medalha de ouro da revista americana Tastings, que é especializada em degustação de bebidas alcoólicas de todo o mundo.

A avaliação foi feita por um corpo de jurados do Beverage Testing Institute (BTI), uma empresa independente de pesquisa de bebidas alcoólicas de terceiros, que conduziu testes de sabor às cegas. A cachaçaria orgânica potiguar obteve a melhor nota entre as cachaças analisadas.


A instituição faz degustação profissional há 38 anos. Mensalmente, a equipe de degustadores faz avaliações de vários tipos de bebidas e divulga o resultado a cada dia primeiro de cada mês. Em junho, as bebidas analisadas foram cachaças e runs de todo o mundo.

O rótulo potiguar ficou com a melhor nota entre as cachaças envelhecidas, atingindo 92 pontos. A Pitú Vitoriosa também foi avaliada e também conquistou medalha de ouro, entretanto, conseguiu um ponto a menos nessa mesma análise.

Das 36 bebidas ranqueadas neste mês, 34 eram variações de rum. Apenas as duas marcas brasileiras entraram na categoria como cachaça envelhecida.

Sobre a Samanaú a equipe de jurados da Tastings classificou como ‘excepcional’ a cachaça potiguar, que tem certificado orgânico.

De acordo com o proprietário da Cachaça Samanaú, Dadá Costa, esse não é o primeiro prêmio que a marca conquista no mercado internacional. Tanto a cachaça envelhecida quanto a prata já receberam outras premiações em Chicago (EUA) , Washington (EUA) e Bruxelas (Bélgica).

“Essa medalha é o reconhecimento e a valorização do trabalho que vem sendo desenvolvido com a Samanaú para entregar ao consumidor uma cachaça artesanal orgânica de qualidade. Coroa também a nossa fase de internacionalização”, diz o empresário.

Mossoró Hoje


Nenhum comentário