BANNER 1

Argentinos reclamam muito depois da vitória de 2 a 0 do Brasil no Mineirão

Messi diz que Argentina lutou muito e Brasil não foi superior na partida

A Conmebol tenta tratar como naturais – como um desabafo pós-jogo – as declarações de Lionel Messi após a derrota de 2 a 0 para o Brasil, nesta terça-feira, no Mineirão, pelas semifinais da Copa América.

Em meio a muitas críticas contra a arbitragem do equatoriano Roddy Zambrano, o camisa 10 também bateu pesado na Confederação Sul-Americana de Futebol.

– Espero que a Conmebol faça algo, embora creia que não faça nada, porque o Brasil controla tudo, é muito complicado – disse ele.

A confederação não vai responder formalmente às críticas do maior astro da competição.

A Conmebol avalia que a atuação de Zambrano foi correta, e que as reclamações da Argentina são compreensíveis porque os lances específicos (dois supostos pênaltis não marcados) são difíceis e o jogo todo foi muito tenso.

Na confederação há mais dúvida sobre o lance de Arthur em Otamendi do que no choque entre Daniel Alves e Agüero – aqui, entende-se que o atacante pisa no pé do lateral brasileiro antes de cair. O próprio Daniel Alves disse que foi pisado.

– O Agüero me deu um pisão no pé quando foi se desmarcar. Ele que me pisou, por isso foi ao chão.

A principal reclamação de Messi é que a arbitragem não consultou o VAR em momento algum da partida. Disse o jogador:

– Foram jogadas claras que não foram ver no VAR. Nesta Copa, cansaram de marcar toques de mão bobos, pênaltis bobos, e hoje sequer foram ao VAR.

A imprensa argentina, nesta quarta, fez coro às reclamações. Com a derrota para o Brasil, resta à Argentina disputar o terceiro lugar da Copa América, sábado, às 16h, na Arena Corinthians, contra o perdedor de Chile x Peru, que se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30, em Porto Alegre.

Fonte: G1


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem