Cacim


O vereador Genilson Alves (PMN) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Mossoró, na quarta-feira (21), para esclarecer que a bancada de oposição não é contra o Mossoró Cidade Junina, mas discorda do formato do evento, completamente financiado pelo contribuinte mossoroense.

“O Município precisa fazer uma Parceria Público Privada (PPA). Dos R$ 7 milhões que a Prefeitura diz ter investido no evento deste ano, se a metade desse valor tivesse sido bancado pela iniciativa privada, R$ 3,5 milhões poderiam ter sido aplicados em medicamentos para as UPAs”, observa.

O parlamentar afirma concordar com a antecedência do lançamento da edição 2020, ocorrido na na última segunda-feira (19), porém defende mais atenção às quadrilhas juninas de Mossoró. “É triste ver jovens e até crianças pedindo ajuda em semáforos para seus grupos juninos”, lamenta.

E acrescenta: “É inegável a importância do Mossoró Cidade Junina para Mossoró, que queremos que cresça a cada ano. Mas, o atual formato está equivocado: destinar milhões da Prefeitura, enquanto falta o básico, como nas unidades de saúde, como luvas para odontólogos, é inadmissível”.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem