Sicredi


O Rio Grande do Norte está entre os estados com maior número de obesos. Os dados são da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel).

No Brasil, uma em cada cinco pessoas é considerada acima do peso, no Estado o índice revela que 21% da população potiguar está na terceira posição entre os estados com maior percentual – mesma taxa apurada no Acre, Pará, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.

Para o nutricionista do Hapvida, Alexandre Neves, “o estudo, divulgado na quinta-feira (25) pelo Ministério da Saúde, chama atenção para a necessidade das pessoas mudarem de hábitos’’, esclarece.

O alerta também é evidenciado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) revelando que em 2025 serão cerca de 2,3 bilhões de adultos em sobrepeso e mais de 700 milhões dentro do quadro de obesidade. Além de aproximadamente 75 milhões de crianças obesas em todo o mundo.

 “A gente percebe realmente na parte clínica que essa população está acima do peso e consequentemente acaba adquirindo problemas de saúde sérios. A falta de exercícios aliado a uma alimentação desregulada, fatores psicológicos e genéticos podem levar à obesidade”, explica o especialista.

A alimentação saudável com a prática de atividades físicas tem relação direta com o equilíbrio do corpo e da mente.

De acordo com o nutricionista “a alimentação baseada em excesso de açúcar e carboidratos podem sim levar ao sobrepeso e a melhor orientação para aumentar a expectativa de vida é procurar um especialista’’, finaliza.



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem