Cacim



A audiência pública “Vida no Trânsito: educação, engenharia e fiscalização no contexto da Região Oeste”, realizada na sexta-feira, 16, pela deputada estadual Isolda Dantas (PT), no auditório da Faculdade de Enfermagem da UERN, contou com a participação de representantes de órgãos municipais e estaduais, trabalhadores e grupos de ciclistas e motociclista que vivem o trânsito da Região Oeste do estado e apontou a importância de se debater um tema abrangente e crucial e sobre a vida.

A Responsável Técnica pelo Programa Vida no Trânsito Estadual, Lorrayne Vieira, iniciou a audiência com dados reais de violência no trânsito de Mossoró e região e mostrou a necessidade do debate e o trabalho articulado.

O Major Manoel Lima, Comandante do 2º DPRE, também apontou estatísticas gerais do trânsito e falou da queda dos níveis dos acidentes e mortes no trânsito do estado fazendo a ligação direta com a gestão do governo de Fátima.

Também presente no debate, Jorge Braúna, Policial Rodoviário Estadual, apresentou os principais pontos de acidentes de trânsito em 31 municípios na região Oeste. Mostrou ainda que grande parte dos acidentes tem a ver com animais na pista e engenharia de sinalização.

Maribel Machado, representando a Secretaria Municipal de Segurança Pública, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Trânsito, trouxe preocupações locais, especificamente, em Mossoró, com a educação e a conscientização das pessoas em mudar a cultura de imprudência no trânsito.

O motociclista e representante da Federação da Associação de Motociclistas de Mossoró, Ciro Sabujo, alertou sobre a importância da fiscalização, especialmente aos motociclista para que cumpram as regras de segurança no trânsito.

A servidora pública e ciclista do Grupo Pedal 110, Djayra Alves, falou sobre o seu amor por pedalar e conhecer lugares novos, mas trouxe também preocupações sobre a inexistência de ciclovias, como também lugares para guardar bicicletas em Mossoró.

Na discussão, a coordenadora estratégica do Programa RN+Saudável da Sesap, Tereza Freire, comentou que: “O debate é fundamental para que tenhamos uma outra cultura de trânsito e, assim, mais saúde e mais vida”.

Ao final da audiência, após ouvir as falas da mesa e plenário, a deputada elencou encaminhamentos importantes como a implantação de megabanco de indicações e estatísticas; a Frente Política do ajuste do complexo viário de Mossoró; a inserção de todos os órgãos do governo no Programa vida no trânsito; inserções no plano de mobilidade pública e campanhas de prevenção de acidentes.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem