BANNER 1


O senador Cid Gomes (PDT-CE) teve queda de pressão enquanto concluía, no plenário do Senado, a leitura de seu parecer sobre a distribuição de recursos do pré-sal entre a União, estados e municípios. Pálido e com febre, Cid brincou que temia pelo seu “passamento” na sessão. Minutos depois, o senador não aguentou permanecer em pé e se sentou no piso da própria tribuna.
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), suspendeu imediatamente a sessão para que Cid pudesse se recuperar. Médicos, os senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Rogério Carvalho (PT-SE) correram para atender o colega. O senador se deitou por alguns instantes.

Cinco minutos depois, Cid voltou à tribuna para continuar a leitura de seu parecer. O pedetista leu emenda do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), pela qual a União abre mão de 3% das receitas do pré-sal para estados produtores de petróleo, como Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Em seguida, o presidente do Senado agradeceu a Cid pelo esforço. Davi Alcolumbre contou que o senador estava em sua casa, com febre e de atestado médico. Mas que resolveu comparecer ao Congresso nesta tarde após os líderes fecharem acordo para a votação da chamada cessão onerosa.

“Foi uma queda de pressão. Falta sangue na cabeça. E aí a solução é essa. Deitar”, explicou Cid na saída do plenário. O senador foi levado para o Serviço Médico do Senado. Ainda não há informações sobre o seu quadro de saúde.

Blog do BG


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem