Cacim


A partir da próxima segunda-feira (9), os servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (DETRAN-RN) paralisarão suas atividades em todos os órgãos do Estado, por tempo indeterminado. Essa decisão foi tomada após a assembleia realizada na quarta-feira (4) com os membros da categoria, em Natal.

De acordo com a categoria, o Governo do Estado não apresentou nenhuma proposta em relação às reivindicações dos servidores do órgão. O diretor de imprensa do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta (SINAI-RN), Alexandre Guedes, informou que a categoria está insatisfeita com a atual situação.

O sindicalista lembra ainda que as negociações iniciaram no início do ano durante a campanha salarial, mas que até agora não avançaram, embora audiências tenham sido realizadas. “Fica difícil, nessas condições, a categoria suportar as adversidades que está enfrentando”, afirma.

Com a deflagração da greve, alguns serviços prestados pelo Detran-RN ficarão comprometidos. O membro do Conselho de Representantes do órgão em Mossoró Falcão Brito explica que a expectativa é de que todos os funcionários efetivos adiram ao movimento.

“Ainda estamos vendo a adesão ao movimento, mas creio que todos os efetivos vão entrar em greve. O atendimento ficará bastante afetado, mas como existem servidores terceirizados e cedidos ao órgão, ainda haverá atendimento”, explica o servidor público, quanto ao atendimento do Detran-RN em Mossoró.

Os principais prontos de reivindicações dos servidores do Detran-RN são: revogação do decreto 29.007, que retira a autonomia da autarquia, realização de concurso público, reajuste salarial, pagamento das três folhas em atraso devidas aos aposentados e pensionistas da autarquia.

Os servidores do órgão pedem ainda o fim do contrato com empresas terceirizadas, bem como melhorias na infraestrutura das sedes dos órgãos, presentes em várias cidades do estado. O servidor Falcão Brito chegou a informar à reportagem que a estrutura física de praticamente todos os prédios está comprometida.

“Muitos locais de atendimento do Detran-RN estão com estrutura muito sucateada e, às vezes, nem comportam os serviços que são executados pelo órgão. Uma das reivindicações da categoria é a manutenção dos pontos de serviço, das estruturas, da parte física mesmo”, comentou Falcão Brito.

Jornal De Fato


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem