BANNER 1


Os protestos que levaram mais de um milhão de pessoas para as ruas da capital do Chile, Santiago, na sexta-feira (25), continuaram mesmo com a forte repressão e a caída da noite. Os manifestantes exigem a saída do presidente Sebastián Piñera e o fim do sistema neoliberal que vigora no país desde os anos da ditadura de Pinochet.

Segundo dados da Prefeitura, mais de um milhão de pessoas tomaram as ruas de Santiago nesta sexta e se mantiveram nos arredores da Praça Itália até chegar a noite. Um vídeo que tem circulado nas redes mostra milhares de chilenos com os celulares acesos enquanto gritam palavras de ordem.

Um outro registro captado nesta sexta que é destacado pelo El Desconcierto é o de milhares de pessoas entoando a canção “El derecho de vivir em paz”, do cantor Victor Jarra, morto pela ditadura de Pinoche em 1973.

Origem

Os protestos tiveram início após o anúncio do aumento das passagens do metrô. A pressão popular foi suficiente para Piñera voltar atrás e suspender o reajuste. No entanto, as manifestações prosseguiram.

A população denuncia o alto custo de vida, baixos salários, perverso sistema de aposentadoria, semelhante ao que entrará em vigor no Brasil, problemas na saúde e na educação, que não são acessíveis à população toda.

Revista Forum



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem