BANNER 1


A situação dos antigos funcionários da empresa Porcelanati foi o tema da Tribuna Popular da Câmara Municipal, na sessão ordinária de terça-feira (15). Representando os funcionários, José Ronaldo da Silva pediu apoio dos vereadores para buscar respostas junto aos empresários responsáveis pela empresa.

De acordo com o José Ronaldo, há cinco anos os funcionários buscam por seus direitos e se sentem enganados pela empresa. “Em 2017 houve uma audiência pública na Câmara e os responsáveis pela Porcelanati fizeram promessas. Disseram que reabririam a fábrica em janeiro de 2019, e antes disso pagariam o valor de nossas rescisões”, protestou.

Para os funcionários, a empresa precisa dar uma resposta urgente aos ex-funcionários, ao Poder Executivo e ao Governo do Estado. “Precisamos de uma solução. A empresa recebeu muitos benefícios de nossa cidade como terrenos para instalação, incentivo através de tributos, e fez promessas que não cumpriu”, finalizou.

Vereadores

Os funcionários da Porcelanati receberam apoio dos vereadores da Câmara. Para Rondinelli Carlos (PMN), a empresa lesou a cidade e precisa sofrer sanções na justiça. “A Câmara está sempre à disposição dos funcionários. Já realizamos audiência pública com a empresa e recebemos promessas que não foram cumpridas Infelizmente agora a via judicial é o único caminho para que os empregados consigam ter os direitos garantidos”.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem