BANNER 1


Depois de ouvir a população em uma enquete que apresentou resultado contrário a tomada do empréstimo pela Prefeitura de Mossoró, o vereador Genilson Alves (PMN) reafirmou sua posição contrária ao formato como tudo foi feito.

De acordo com o vereador, cerca de 90% das pessoas ouvidas são contra a forma como o empréstimo vem sendo encaminhado. “Vejo indícios de irregularidades e um período inapropriado para contrair esse valor, dada a aproximação de um ano eleitoral”, comentou Genilson, afirmando que até o momento a Prefeitura não explicou como irá pagar e em quais obras os recursos serão investidos.

Diante do quadro que julga inapropriado, o vereador anunciou, na sessão de terça-feira (29) na CMM, sua decisão de levar o caso ao Judiciário. “Esse foi o compromisso que assumimos com as pessoas ouvidas em nossa enquete, vamos judicializar e evitar que os recursos sejam usados em obras eleitoreiras, já que a prefeita não informa qual será o impacto na economia do município”, reforçou Genilson.

Ele rebateu a informação de que a Prefeitura terá uma carência de dois anos, entendendo que esse período mostra, na verdade, que a prefeita Rosalba Ciarlini não liga para quem irá ficar com a responsabilidade de pagar a conta.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem