BANNER 1

Paulo Roberto da Silva, de 36 anos, é procurado pela Polícia Civil do RN

A Justiça do Rio Grande do Norte expediu um mandado de prisão contra o ex-namorado da vendedora Renata Ranyelle Almeida, de 23 anos, que foi baleada no rosto durante um suposto assalto à loja onde ela trabalhava, no município de São Miguel, região Oeste potiguar. Para a Polícia Civil, o homem de 36 anos teria simulado o assalto com a intenção de matar a mulher. Ele segue foragido.

De acordo com o delegado Cristiano Gouveia, responsável pelo caso, a investigação foi afunilando e novos indícios surgiram apontando o homem como principal suspeito do crime, que foi filmado por uma câmera de segurança do estabelecimento. Nas imagens, um homem de capacete atira na vendedora, mesmo sem ela esboçar qualquer reação.

Segundo o delegado, algumas pessoas não queriam depor com medo do suspeito. Por essa razão, a Polícia Civil solicitou a prisão preventiva temporária, pra prosseguir as investigações.

O mandado de prisão temporária, expedido na noite de quarta-feira (27) é válido por 30 dias. O homem não foi localizado na casa dele e por isso já é considerado foragido.

Na manhã desta quinta-feira (28), a Polícia Civil divulgou a foto de Paulo Roberto da Silva, de 36 anos, e pediu apoio da população para localizá-lo. De acordo com a corporação, qualquer informação que possa colaborar com a prisão dele deve ser enviada para o Disque-Denúncia 181, com garantia de sigilo da fonte.

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem