BANNER 1


As obras da Estrada do Melão serão retomadas nos próximos dias. O secretário de Gestão de Metas e Projetos, Fernando Mineiro, se reuniu na última quinta-feira (14) com a construtora CLC e a supervisora da obra ATP Engenharia para anunciar o reinício de reconstrução da estrada. Com 15% executada, a obra teve sua ordem de serviço expedida em 2018, mas passou por entraves nas desapropriações e precisou ser paralisada. O Governo do RN está investindo R$ 20 milhões com recursos do acordo de empréstimo do Banco Mundial.

“A ordem de serviço foi dada ano passado e a empresa chegou a iniciar a obra, mas este ano detectamos um erro na publicação do decreto de desapropriações, o que nos obrigou a rever todo o processo. Corremos atrás de regularizar tudo, fizemos acordo com os proprietários e, aqueles que decidiram pelo litígio, tiveram as decisões homologadas esta semana. Agora finalmente poderemos recomeçar a obra sem qualquer insegurança jurídica”, destacou Mineiro.

Serão recuperados os 19 quilômetros do trecho III da Estrada do Melão, que vão complementar importantes roteiros econômicos no escoamento dos produtos locais - da exploração do sal até a cadeia produtiva do caju, já que liga Baraúna à BR-437, no trecho identificado como Estrada do Cajueiro.

Participaram da reunião o engenheiro da CLC Francisco de Assis, o engenheiro da ATP Andrev Fornazier, o fiscal da obra pelo DER George Ferreira, o gerente do DER dentro do projeto Governo Cidadão, Nicodemus Ferreira, e o coordenador do setor de engenharia do projeto, Sérgio Araújo.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem