BANNER 1


Pesquisadores indianos concluíram os testes da primeira vacina anticoncepcional para homens. A vacina é um polímero que é injetado nos “vasos deferentes”, local onde os espermatozoides são armazenados após a produção, que é o mesmo canal que é cortado durante uma vasectomia.

Com o novo método o paciente não precisa ser submetido à uma cirurgia. Além disso, o novo contraceptivo perde sua potência após 13 anos, por isso não é tão definitivo quanto uma vasectomia.

Os testes constataram uma eficácia de 97,3% e sem efeitos colaterais. Agora que todo o processo de pesquisa e desenvolvimento já está concluído, os pesquisadores aguardam apenas a aprovação regulatória do país. Após a aprovação, a vacina deve chegar a população no segundo semestre de 2020.

iG


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem