BANNER 1


O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) foi preso na madrugada desta 6ª feira (20.dez.2019) ao desembarcar em Natal, no Rio Grande do Norte. Já era esperado pelos policiais. Retornava de viagem à Europa.

É 1 dos alvos da 7ª fase da Operação Calvário, que investiga desvios de R$ 134,2 milhões na saúde e educação da Paraíba. O ex-governador nega as acusações.

Por volta das 3h da manhã o ex-governador chegou a sede da PF (Polícia Federal) do Estado. Coutinho foi preso preventivamente. Deve passar por audiência de custódia nesta 6ª feira (20.dez.2019) que decidirá se ele continua detido ou responde em liberdade.

A defesa de Coutinho chegou a pedir 1 habeas corpus ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) na 5ª feira (19.dez.2019) para tentar impedir que ele fosse preso. Ainda não houve decisão.

OPERAÇÃO CALVÁRIO

A operação foi deflagrada na última 3ª feira (17.dez.2019) e investiga 1 suposto grupo criminoso que teria desviado dinheiro público destinado à saúde e à educação. No dia da operação 13 pessoas foram presas e 54 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

Os repasses seriam feitos por meio de fraudes em procedimentos licitatórios e em concurso público. O grupo é investigado por corrupção e financiamento de campanhas de agentes políticos, além de superfaturamento em equipamentos, serviços e medicamentos.

O atual governador da Paraíba, João Azevedo, também foi 1 dos alvos da operação.

Poder 360




Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem