BANNER 1


Apesar de Netflix e Youtube serem as plataformas de vídeo que os adultos mais assistem, a tendência é que ambas percam espaço para novos canais. Essa é a conclusão que 1 estudo do eMarketer chegou ao analisar o tempo que as pessoas passam assistindo vídeos na internet.

Segundo o levantamento, à medida em que novas plataformas como Disney+, HBO Max e Apple TV+ surgem, a audiência passa a ser pulverizada. Com isso, tanto Netflix, quanto Youtube verão os expectadores passar cada vez menos tempo assistindo a vídeos em suas plataformas nos próximos anos.

Em 2018, a Netflix superou o Youtube como o serviço de vídeo mais assistido. A média de tempo diário que adultos passam nas plataformas foi de 23,2 minutos e 22,3 minutos, respectivamente.

No entanto, a estimativa do eMarketer é de que, a partir de 2020, a participação da Netflix no tempo diário gasto para assistir a vídeos na internet começará a declinar, ainda que o tempo gasto na plataforma continue aumentando.

A participação da Netflix no tempo diário de vídeo terá o pico em 2019, com 27%, e irá reduzir para 25,7% em 2021. A participação do Youtube no tempo total de vídeos assistidos na internet também cairá, de 23,4% este ano, para 21,7% em 2021.

“Mesmo que os americanos estejam passando mais tempo assistindo Netflix, a atenção das pessoas ficará mais divida à medida em que novos canais de streaming apareçam“, afirmou o analista do eMarketer Ross Benes. “O cenário de canais de streaming ficará lotado, o que diminuirá o tempo que as pessoas dedicam à Netflix.”

Este será o 1º ano em que o vídeo digital representará mais de 1/4 (25,4%) de todo o tempo digital diário. Isso inclui o tempo gasto em aplicativos e navegadores (mas exclui o social) em todos os dispositivos.

“O streaming de vídeo é uma rotina diária comum para a maioria dos adultos nos EUA, ocorrendo em todos os dispositivos e cada vez mais quando os espectadores estão se “, disse Oscar Orozco, analista sênior de previsão da eMarketer. “De fato, um estudo de abril de 2019 da OpenX descobriu que quase 1/3 dos usuários de plataformas de streaming de assinatura afirma que o tamanho da tela não afeta o que eles assistem ou por quanto tempo. Por isso, o vídeo continuará sendo o principal fator de consumo de mídia digital nos próximos anos”.

Poder 360



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem