BANNER 1


As águas das praias do Rio Grande do Norte deixaram de ter sua qualidade avaliada em plena alta estação, em que potiguares e turistas mais buscam o litoral para aproveitar o verão. Na verdade, nenhum boletim de qualidade sequer foi emitido esse ano. Segundo a matéria da Tribuna do Norte o problema aconteceu porque o contrato de cooperação entre o Instituto de Defesa do Meio Ambiente (Idema), o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFRN) e a Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern) foi encerrado em dezembro do ano passado.

Os boletins de balneabilidade faziam parte do Programa Água Azul, que disponibiliza as análises desde 2008. Com o encerramento do contrato de cooperação que operava o Água Azul em 31 de dezembro, Natal se tornou a única capital litorânea do Nordeste sem avaliação sobre a qualidade de águas destinadas à recreação.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem