BANNER 1


Criminosos explodiram um caixa eletrônico em uma agência bancária que fica ao lado de um pelotão da Polícia Militar no centro de São Gonçalo do Amarante, Grande Natal, na madrugada desta quinta-feira (6). Houve confronto entre policiais que estavam na unidade e criminosos. Os suspeitos conseguiram fugir.

De acordo com a Polícia Militar, pelo menos 15 criminosos agiram durante a ação que aconteceu na Praça Senador Dinarte Mariz. Após confronto com os militares, os criminosos conseguiram fugir do local.

Segundo a PM, um carro foi encontrado incendiado no distrito de Santo Antônio dos Barreiros. A polícia suspeita que o veículo tenha sido usado durante o crime. Equipes da Polícia Federal foram ao local na manhã desta quinta-feira para dar início à perícia no local do crime. A região próxima à agência foi isolada para a investigação.

Por volta das 8h, policiais do esquadrão antibombas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foram ao local para desarmar explosivos que ficaram em outros terminais eletrônicos da agência.

O G1 procurou a Caixa Econômica Federal (CEF) e questionou se os criminosos conseguiram levar alguma quantia em dinheiro, mas a assessoria da comunicação do banco disse que informações sobre eventos criminosos em suas unidades são repassadas exclusivamente às autoridades policiais. A CEF informou que coopera integralmente com as investigações dos órgãos competentes.

Novo caso

Esta é a segunda ação de criminosos em bancos em menos de uma semana. Na última sexta-feira (31), seis criminosos agiram em uma agência de Umarizal, no Oeste potiguar. Eles entraram pela porta da frente do banco, arrombaram portas e fizeram uma explosão para tentar abrir o cofre da agência. A polícia não informou se os criminosos conseguiram roubar dinheiro da agência.

Segundo a corporação, várias cápsulas de calibres 9 e 12 mm foram encontradas no chão em frente ao banco. Ainda de acordo com informações da PM, duas pessoas que estavam em uma praça próxima ao local foram feitas de reféns e libertadas pelos criminosos após a quadrilha sair da cidade.

Segundo a Polícia, durante a fuga os suspeitos espalharam grampos pelas ruas da cidade para dificultar a perseguição. Ninguém foi preso.

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem