BANNER 1


Policiais civis do Rio Grande do Norte fazem uma paralisação ao longo desta terça-feira (4) em protesto contra a reforma da previdência estadual. De acordo com o sindicato que representa a categoria, a mobilização começou às 8h. Nem a entidade nem a Delegacia Geral de Polícia (Degepol) informaram quantas delegacias estão com portas fechadas.

Segundo a Degepol, porém, pelo menos a delegacia de plantão da Zona Norte, a central de flagrantes da Zona Sul e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deverão permanecer abertas.

No meio da manhã, a 8ª delegacia de polícia, em Cidade da Esperança, Zona Oeste da cidade, permanecia fechada.

De acordo com o Sinpol-RN, os policiais civis e outros servidores da segurança fizeram uma assembleia geral, na última sexta-feira (31), e decidiram fazer a paralisação de 24 horas.

De acordo com a diretoria do sindicato, existe uma articulação nacional para conseguir emplacar emendas na PEC Paralela da reforma da Previdência federal e garantir "ajustes que amenizem os prejuízos" causados aos policiais civis e outros agentes da Segurança Pública.

Dentro desse movimento nacional, a categoria afirmou que há paralisações de policiais civis em outros estados. Os servidores também se unem a outros servidores do estado que começaram uma paralisação de dois dias, nesta segunda (3), por causa da reforma da previdência estadual.

|G1/RN



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem