BANNER 1


Em entrevista ao jornal O Globo, nesta terça-feira (17), o professor da UERJ e virologista Amílcar Tanuri discorre sobre o novo coronavírus e seus impactos no Brasil e no mundo.

Amílcar é reconhecido internacionalmente no combate à epidemia de HIV, na investigação do H1N1, dengue e chicungunha, além de suas viagens para a África no auge da pior epidemia de ebola.

Sobre a propagação do coronavírus, o virologista respondeu: “Ainda não sabemos. Mas esse vírus está muito difundido, muito mesmo”.

No Brasil, Amílcar disse que “as próximas quatro semanas serão determinantes. Mas há três cenários possíveis”. “O primeiro e mais provável pode ser o cenário semelhante ao que vimos na China. Ele surge, causa uma explosão de casos e depois a epidemia vai se apagando. Nada impede que ressurja na frente, mas em surtos isolados. O segundo cenário é que vire uma infecção sazonal. Neste momento, acho menos provável. E tem o pior cenário ”.

Brasil 247


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem