BANNER 1


O Governo do Estado reuniu na tarde de segunda-feira (16) os representantes dos poderes, órgãos públicos federais, estaduais e municipais, associações de prefeituras e outras entidades para alinhar a necessidade de ação conjunta para combater o novo coronavírus no Rio Grande do Norte.

A reunião foi conduzida pela governadora Fátima Bezerra na Escola de Governo. Durante o encontro, a chefe do Executivo potiguar anunciou a criação de um comitê, sob a coordenação da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), para debater as medidas necessárias no enfrentamento ao vírus. Nesta terça-feira (17), o comitê terá suas primeiras reuniões para tratar de ações em áreas como a educação e o turismo.

“O Governo tem o dever constitucional de coordenar a política estadual de saúde, por isso convocamos esta reunião mobilizando os poderes, prefeituras e demais atores institucionais. Temos um desafio grande, que exige disciplina, unidade e espírito público. E este encontro é a demonstração do compromisso de todos aqui”, afirmou Fátima Bezerra.

CAMPANHA DE COMUNICAÇÃO

Alinhado aos poderes e órgãos, o Governo acertou a criação de uma campanha massiva de comunicação para atingir todo o estado. “Vamos montar essa campanha educativa para sensibilizar a população. E para isso precisamos também das prefeituras, que têm a maior rede de prestação de serviços na saúde”, completou a governadora.

Ela ainda conclamou os municípios e os poderes a lutarem em conjunto com o Governo e a bancada federal na requisição de recursos para o estado. A governadora relatou que a medida provisória editada pelo Governo Federal destacou aos estados e municípios pouco mais de R$ 420 milhões de um valor global de R$ 5 bilhões destinados para o combate ao coronavírus, sendo R$ 7,1 milhões para o RN.

O secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, frisou que a reunião consolida o pacto entre todos os poderes e os entes federados no enfrentamento ao vírus, seguindo o trabalho estipulado no Plano de Contingência Estadual para Infecção Humana pelo Covid-19 criado pela Sesap. “Nosso foco é pensar medidas para conter a transmissão comunitária do vírus. Formamos um comitê decisório e também teremos um outro formado por especialistas para a orientação clínica. Ao longo da semana as medidas deverão ser anunciadas e, paralelamente, vamos trabalhando na articulação para o reforço nos hospitais de referência”, completou ele.

TRABALHO INTEGRADO

A decisão do Governo em discutir as medidas e articular o trabalho conjunto foi saudada pelos representantes dos poderes e órgãos. “Esse encontro evidencia a preocupação de todos. Que os gestores tenham consciência de aplicar as medidas de prevenção”, afirmou o presidente do Tribunal de Justiça do RN, desembargador João Rebouças. “A união de esforços é necessária para alinhar e legitimar as ações, pois se não houver um trabalho uniforme não dá resultados”, completou o procurador geral de Justiça, Eudo Rodrigues Leite.

Os prefeitos presentes relataram as medidas já tomadas, como o cancelamento de grandes eventos seguindo a recomendação emitida pela Sesap, e reafirmaram a necessidade de atuar conjuntamente. “Precisamos trabalhar para bloquear a cadeia de transmissão e proteger a população acima de tudo. Os municípios estão prontos para agir urgentemente”, destacou o prefeito de São Paulo do Potengi e presidente da Federação dos Municípios do RN, José Leonardo “Naldinho” Cassimiro.

Os chefes dos municípios mais populosos do estado também estiveram presentes na reunião. Para o prefeito de Natal, Álvaro Dias, é necessário ainda pensar na questão fiscal. “Temos que pensar na realidade dura que vamos enfrentar com a queda de arrecadação que acontecerá”, comentou. “É muito importante essa união e todos nós termos a convicção de que sozinhos não faremos nada, pois queremos evitar que o número de casos cresça”, concluiu a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini.

O médico infectologista e professor universitário, Kleber Luz, ressaltou a necessidade de pontuar cada decisão nas informações disponíveis. “Nessa hora tem que se guiar pela ciência e evitar danos à população”, avaliou o docente da Universidade Federal do RN (UFRN), que também vai integrar o comitê estadual de combate ao novo coronavírus.

Até o início desta semana, a Sesap registrou um caso importado do novo coronavírus no RN – a paciente já não apresenta mais os sinais e sintomas e já foi liberada do isolamento domiciliar – e investiga, até o início da noite desta segunda-feira, outros 32 casos.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem